Como se prevenir e evitar cair em golpes ao comprar um casa de veraneio
Posso regularizar imóvel rural em cartório com usucapião extrajudicial?

A pandemia veio para ressignificar. O isolamento social, o trabalho remoto e a permanência das pessoas por mais tempo dentro de casa revelaram novos hábitos, criaram uma nova cultura. Uma mudança que impactou a cadeia produtiva.

A construção civil foi um dos setores que perpassaram a pandemia, contribuindo para o surgimento de outro perfil de consumidor: aquele que descobriu no trabalho em home office maneiras de conciliar a rotina profissional e aproveitar mais os espaços com conforto.

Uma tendência que, ao que tudo indica, veio para ficar. Uma leva de consumidores que passaram a priorizar ambientes inteligentes, amplos, sustentáveis e práticos na hora de adquirir o imóvel próprio. Enfim, o hábito de ficar mais horas em casa, seja em teletrabalho, seja junto à família, se incorporou a essa clientela.

Ter a casa própria hoje é uma meta alcançável por uma infinidade de pessoas que planejam um futuro tranquilo. São várias as vantagens em se investir nessa modalidade: segurança patrimonial, valorização, preservação do valor investido, rentabilidade, facilidades de pagamento, disciplina financeira e previsibilidade.

Um tipo de ativo seguro e que não está exposto às flutuações do mercado financeiro ou de ações embora possa, raras vezes, sofrer desvalorização em sua avaliação, mas em geral permanece com o valor de origem preservado.

Diversos são os passos ao se adquirir. É importante ter atenção no momento da compra quanto aos documentos de propriedade. E à questão fiscal do imóvel para verificar se existem débitos relativos aos impostos. Por tudo isso, é de fundamental importância contratar o profissional experiente que saiba orientar o comprador no momento da aquisição do seu imóvel, posto que são vários passos a serem tomados para a efetivação de uma boa compra segura e protegida judicialmente.

Além da escolha do profissional que irá preparar toda a documentação para a aquisição do imóvel é relevante ficar atento também aos custos que serão cobrados no momento da aquisição, tais como: ITBI, escritura pública, taxa de registro da escritura, além de outros gastos como emissão de certidões negativas da matricula do imóvel, certidões negativas de registro do fisco municipal, entre outros que poderão ser exigidos pela parte compradora. Desse modo, é importante reservar 5% do valor do bem para custos adicionais com os documentos e impostos. Valores que variam de acordo com o tipo de negócio, se à vista ou financiado, instituição financeira escolhida e modelo do imóvel.

O imóvel é o melhor investimento que uma pessoa pode fazer, é seguro, muitas vezes, para a vida toda, tem natureza de cunho familiar (lar onde reside a família) e de direito sucessório que é um bom investimento que você deixa para seus herdeiros. Levando tudo isso em consideração, a sua regularização é fundamental.

Todas essas etapas são essenciais para a excelência na consolidação do empreendimento. Fazendo jus a um tradicional bordão de que “quem investe em terra não erra”. Sinal de que sabedoria popular nunca sai de moda.

Fonte: O Tempo

Iniciar conversa
Posso ajudar?
Tabelião Tremembé
Olá
Podemos ajudar?